Prâksis


Próximo Dossiê: 

• Alimento e comida: perspectivas culturais e seus significados

Prazo de entrega: 31/10/2017
Edição: 2018/01 (jan./jun. 2018)
Previsão de publicação: 01 de janeiro de 2018
Público: Pesquisadores doutores. São permitidos trabalhos de doutorandos e mestrandos, desde que em coautoria com pesquisadores doutores.

Apresentação

      O Brasil em sua extensão geográfica possui características multiculturais que se revelam em uma pluralidade de costumes e tradições. Na década de 90, com o incremento dos processos de globalização e do crescimento do mercado mundial de alimentos, passamos a cada vez menos exercer a nossa soberania sobre a decisão do que produzir e do que comer e, consequentemente, o direito de cada pessoa ou grupo de exercer a livre escolha sobre o que consumir.
      A crescente padronização da alimentação por meio da produção industrial e o aumento de monoculturas como a soja afetaram a diversidade de culturas e, portanto, o comportamento alimentar, os costumes à mesa e a escolha dos alimentos dos mais diversos grupos e de indivíduos em nosso país e ao redor do planeta. 
      O alimento é um dos elementos culturais que torna possível a constituição de uma identidade, o que é colocado no prato simboliza um pertencimento, uma identidade cultural, uma condição social e memória familiar. Nesse contexto, tornam-se cada vez mais relevantes as discussões e reflexões acerca da comida também como identidade territorial.
      O ato de comer não é apenas uma atividade biológica, mas sim um fenômeno social e cultural, uma mistura de conhecimentos adquiridos na família e com os grupos com os quais convivemos.
      Estudos sobre a cultura alimentar, seu simbolismo, comportamentos de consumo, tradições culinárias, valorização de alimentos utilizados por nossos antepassados, modos de preparo entre outros, são fundamentais não apenas para valorizar a diversidade alimentar, mas também para contribuir com práticas alimentares saudáveis para o desenvolvimento integral da pessoa humana. Além disso, esses estudos ajudam a compreender melhor a ligação da comida e de seus significados nos grupos humanos dentro de uma perspectiva cultural. 

Prof.ª Dr.ª Maria Helena Weber
Professora do Curso de Nutrição e do Curso Superior de Tecnologia em Gastronomia da Universidade Feevale

............................................................................................................................................................................................................................

A Revista Prâksis, conta, agora, com o DOI (Digital Object Identifier). O uso desse identificador em seus artigos científicos permite a implementação de serviços associados aos metadados depositados. Serviços como localização, gestão de direitos autorais, métricas de acesso e de referenciamento são úteis e garantem acesso ao texto integral, da mesma forma em que se preservam os metadados em base de dados, ofertando-se segurança em caso de contingência e alinhando-se com as necessidades de curadoria de conteúdos digitais na Internet. 

Image and video hosting by TinyPic

..................................................................................................................................................................


v. 2 (2017): Língua, Literatura, Cultura e Ensino - Julho / Dezembro


Capa da revista
Data de Publicação: 01 de Julho de 2017