ADOLESCÊNCIA: CONSTRUINDO UMA IDENTIDADE

Ana Paula Rangel, Ronalisa Torman, Luciane Varisco Focesi

Resumo


O presente artigo surgiu da necessidade de compreender como se constitui a identidade dos sujeitos. Através do desejo de adquirir novos saberes e vislumbrar a influência que os grupos sociais possuem nessa formação, busca-se por referenciais teóricos psicopedagógicos e psicanalíticos acerca da importância que desempenham na adolescência. Apresentam-se recortes de um estudo de caso clínico, cujo paciente estava adolescendo, ou seja, estruturando sua identidade, buscando relações sociais fora do ambiente familiar e vivenciando experiências únicas. Honrando a ética necessária a todo trabalho psicopedagógico e visando ao sigilo da identidade do paciente, utilizou-se um nome fictício ao citá-lo. Dessa forma, sendo a adolescência uma fase crucial no desenvolvimento integral do sujeito, bem como de sua personalidade e identidade, volta-se o olhar sobre esse período, a fim de encontrar respostas para os questionamentos que surgiram ao longo dos atendimentos psicopedagógicos.

Palavras-chaves: Adolescência. Grupos. Identidade. Psicopedagogia.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25112/rp.v1i0.723

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


............................................................................................................................................................................................................................

ISSN versão impressa: 1807-1112 
ISSN versão eletrônica: 2448-1939

Licença Creative Commons
A Revista Prâksis segue os critérios da Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista Prâksis - Universidade Feevale (Novo Hamburgo, Rio Grande do Sul, Brasil).

............................................................................................................................................................................................................................
 
Desde 16/08/19