O ENSINO EXPLÍCITO E COMUNICATIVO DE PRONÚNCIA DE LE: CAMINHOS PARA A CONSCIÊNCIA FONÉTICO-FONOLÓGICA

Regina Ritter Lamprecht, Carina Silva Fragozo

Resumo


Apesar de a produção oral da língua estrangeira (LE) ser geralmente um dos principais objetivos dos aprendizes, o ensino de pronúncia parece ainda não ter papel definido em sala de aula. Este artigo demonstra a importância da explicitação dos aspectos fonéticofonológicos da língua-alvo, possibilitando ao aprendiz a reflexão sobre as diferenças entre o sistema sonoro da LE e o da língua materna (LM) para que ele, posteriormente, seja capaz de manipular estes sons. Além disso, este trabalho apresenta uma revisão diacrônica sobre o papel do ensino de pronúncia nos principais métodos de ensino, demonstrando as contribuições da Abordagem Comunicativa para o ensino de pronúncia e verificando este ensino em três livros que se dizem comunicativos.

Palavras-chave: Aquisição de Língua Estrangeira. Consciência Fonético-fonológica. Instrução Explícita. Ensino Comunicativo.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25112/rp.v1i0.665

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


............................................................................................................................................................................................................................

ISSN versão impressa: 1807-1112 
ISSN versão eletrônica: 2448-1939

Licença Creative Commons
Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista Prâksis - Universidade Feevale (Novo Hamburgo, Rio Grande do Sul, Brasil).

............................................................................................................................................................................................................................
 
Desde 16/08/19