SLOW FOOD E A EDUCAÇÃO DO GOSTO: UM MOVIMENTO SOCIAL SEM PRESSA

Isabel Cristina Moura Carvalho

Resumo


O artigo apresenta as características do movimento ecogastronômico denominado Slow Food (comida sem pressa), que se constitui em oposição à chamada fast food (comida rápida), ícone da cultura industrial e urbana. Analisa a educação do gosto e suas relações com a educação ambiental. Ao tomar o alimento como cultura, o movimento Slow questiona o estilo de vida baseado na aceleração, na padronização da alimentação, na supressão das identidades locais e na exploração do trabalho, contrapondo a esses valores a idéia de uma atitude ecológica e sem pressa. O artigo questiona o aparente paradoxo de um movimento social “sem pressa”, uma vez que a militância costuma estar relacionada à urgência da transformação social.

Palavras-chave: Atitude sem pressa. Slow food. Movimento social.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25112/rp.v1i0.641

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


............................................................................................................................................................................................................................

ISSN versão impressa: 1807-1112 
ISSN versão eletrônica: 2448-1939

Licença Creative Commons
A Revista Prâksis segue os critérios da Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista Prâksis - Universidade Feevale (Novo Hamburgo, Rio Grande do Sul, Brasil).

............................................................................................................................................................................................................................
 
Desde 16/08/19