REFLEXÕES SOBRE A PRESENÇA DE ALUNOS AFRO-BRASILEIROS NAS ESCOLAS LUTERANAS NO RIO GRANDE DO SUL

Selenir Corrêa Gonçalves Kronbauer

Resumo


O artigo tem como objetivo apresentar o resultado de uma análise sobre a presença de alunos negros nas Escolas Luteranas, em particular na Escola Luterana no Rio Grande do Sul. A análise foi realizada em duas escolas da Rede Sinodal, Escola A e Escola B, ambas situadas no Vale do Rio dos Sinos/RS. Analisei o número de alunos negros e afro-descendentes, que estudam e estudaram nas escolas A e B, a partir da década de 1940, e as relações que se estabeleceram nessas mesmas escolas a partir da inserção de alunos negros, com destaque para a trajetória educacional e a construção identitária em cada um desses dois grupos étnicos.

Palavras-Chave: Identidade, educação, negritude, práxis, etnia, confessionalidade.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25112/rp.v1i0.567

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


............................................................................................................................................................................................................................

ISSN versão impressa: 1807-1112 
ISSN versão eletrônica: 2448-1939

Licença Creative Commons
A Revista Prâksis segue os critérios da Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista Prâksis - Universidade Feevale (Novo Hamburgo, Rio Grande do Sul, Brasil).

............................................................................................................................................................................................................................
 
Desde 16/08/19