O TRABALHO E A EDUCAÇÃO: AS INFLUÊNCIAS NA CONSTRUÇÃO DE IDENTIDADE DO JOVEM

Ana Carina Tavares, Patrícia Wolffenbüttel

Resumo


Neste artigo, pretende-se discutir questões referentes aos processos de formação do jovem promovendo, uma reflexão sobre sua condição de estudante e trabalhador, compreendendo as possíveis influências desses processos para a formação de sua identidade. Diante de uma sociedade injustamente estruturada e organizada, muitos jovens experimentam prematuramente a sua inclusão no mundo do trabalho. Frente a esse problema, muitos acabam vivenciando seus anos escolares juntamente com a inserção no mundo do trabalho. Desse modo, o jovem muitas vezes não encontra orientação adequada, pois a escola não o vê como sujeito trabalhador e o trabalho não o vê como estudante. Talvez por falta de integração entre esses dois campos, muitos jovens acabam desistindo da educação, ingressando no mundo do trabalho sem a preparação e a formação necessárias, antecipando seu ingresso na vida adulta e influenciando seu processo de formação como sujeito, refletindo diretamente em sua visão e em suas perspectivas de futuro.

Palavras-chave: jovem, educação, trabalho, identidade.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25112/rp.v1i0.566

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


............................................................................................................................................................................................................................

ISSN versão impressa: 1807-1112 
ISSN versão eletrônica: 2448-1939

Licença Creative Commons
A Revista Prâksis segue os critérios da Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista Prâksis - Universidade Feevale (Novo Hamburgo, Rio Grande do Sul, Brasil).

............................................................................................................................................................................................................................
 
Desde 16/08/19