ENSINO DE GRAMÁTICA E IDENTIDADE: ESTABELECIMENTO E APAGAMENTO

Luiz Carlos Travaglia

Resumo


Neste artigo discutimos a relação entre o ensino de língua materna, mais especificamente entre o ensino de sua gramática e o estabelecimento de identidade lingüística de indivíduos, de grupos e mesmo de nacionalidades. Propomos que a educação linguística pode ser responsável pelo estabelecimento de uma identidade, quase sempre implicando o apagamento de outra(s) identidade(s), mas que isto só ocorre quando há aquiescência de indivíduos, grupos ou nações. Neste contexto, o trabalho de ensino de língua materna deve ser acompanhado de uma consciência e uma conscientização sobre a função sócio-cultural identitária das variedades e usos lingüísticos, para evitar desnecessárias desestabilizações identitárias.

Palavras-chave: gramática, ensino de gramática, identidade.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


............................................................................................................................................................................................................................

ISSN versão impressa: 1807-1112 
ISSN versão eletrônica: 2448-1939

Licença Creative Commons
A Revista Prâksis segue os critérios da Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista Prâksis - Universidade Feevale (Novo Hamburgo, Rio Grande do Sul, Brasil).

............................................................................................................................................................................................................................
 
Desde 16/08/19