UMA EXPERIÊNCIA DE EDUCAÇÃO HÍBRIDA NO INTERIOR DA AMAZÔNIA: ENTRE PRÁTICAS, APRENDIZAGENS E CONTRADIÇÕES

Leonardo Zenha Cordeiro, Raquel Lopes

Resumo


RESUMO
O trabalho traz o registro de uma experiência de educação híbrida no interior da Amazônia brasileira, o Curso de Especialização em Educação por Inversão Pedagógica: Inclusão para a Emancipação em Territórios Socioeducativos na Transamazônica-Xingu, do Campus de Altamira, da Universidade Federal do Pará, analisando as potencialidades de inovação da proposta que foi desenvolvida com diferentes sujeitos oriundos de diferentes contextos, tais como ribeirinhos, camponeses, extrativistas, indígenas e urbanos, por meio de múltiplas formas de aprendizagem possibilitadas por diferentes metodologias, como a sala de aula invertida, a educação on-line, EaD e a pedagogia da alternância. A proposta teve como pano de fundo a democratização do acesso à educação formal e a convicção da educação como modo de modificar a vida das pessoas. A metodologia utilizada para a produção de dados deste artigo envolveu imersão direta na realidade investigada, uso de um formulário, entrevistas e o acompanhamento do curso nos seus 18 meses de duração. Os resultados indicam possíveis mudanças que o acesso à educação proporciona aos estudantes e consequentemente aos seus territórios de origem. Esses resultados podem ser vistos tanto pelo movimento dos estudantes ao longo de seu percurso de formação quanto pelos "produtos" apresentados como trabalhos finais de curso/TCC, que demonstram apropriação dos principais eixos do debate teórico-epistemológico realizado, assim como compreensão das implicações políticas para os coletivos de que fazem parte.
Palavras-chave: Inversão Pedagógica. Educação híbrida. Territórios Socioeducativos.

ABSTRACT
This research presents a blended-learning education experience in the Brazilian Amazon interior, as part of the post-graduation program research in Education entitled: “Flipped-classroom: Inclusion for Emancipation in Socio-Educational Territories in Transamazon-Xingu ”, from Federal University of Pará - Altamira Campus, analyzing the potential innovation of projects developed with different subjects from different contexts, such as river community people, farmers, extractivists, indigenous and urban people, through multiple forms of learning made possible by different methodologies, such as the flippped-classroom, online education, distance education and alternative pedagogy. The inicial proposal holds the backdrop the democratization access as a way of formal education and the conviction of education as a way of changing people's lives. The methodology used for the data collection of the data analyzed in this article involved direct immersion in the investigated reality, with interviews and monitoring of the course for a period of 18 months. The results indicate possible changes in the students’ lives and consequently to their territories of origin when they have access to education. These results can be categorized both by the movement of students along their training path and by the 'products' presented as final course research, which demonstrate appropriation of the main axes of the theoretical-epistemological debate carried out, as well as their political implications. For the collectives of which they are part, which leads us to affirm that the experience provided new practices and new learning.
Keywords: Flipped-classroom. Blended-learning. Socio-educational territories.


Texto completo:

PDF HTML


DOI: https://doi.org/10.25112/rpr.v2i0.2177

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


............................................................................................................................................................................................................................

ISSN versão impressa: 1807-1112 
ISSN versão eletrônica: 2448-1939

Licença Creative Commons
Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista Prâksis - Universidade Feevale (Novo Hamburgo, Rio Grande do Sul, Brasil).

............................................................................................................................................................................................................................
 
Desde 16/08/19