EDUCAR PARA O FIM DO EMPREGO?

Cleber Cristiano Prodanov, Gabriel Grabowski

Resumo


Este artigo procura analisar algumas das transformações econômicas, científicas e tecnológicas que impactam os sistemas de trabalho, produção, educação e formação profissional, uma vez que nada é imune às transformações em curso em nosso século. As relações de emprego e os projetos de carreira profissional estão em profundas mudanças, deixando de serem trajetórias e carreiras profissionais estáveis e duradouras e configurando-se em relações intermitentes, temporárias e por demandas. Nesta perspectiva, não é o trabalho, enquanto relação de produção da sobrevivência humana que está ameaçado, mas os empregos que estão em processo de precarização e/ou extinção. Este artigo propõe uma reflexão sobre as teses que anunciam o fim do emprego, no contexto atual, a partir das transformações em movimento e seus impactos no processo de educação. Metodologicamente, trata-se de um estudo qualitativo e quantitativo, ancorado em fontes bibliográficas e documentais, indicadores de economia e de mercado do trabalho, referenciado em pensadores da sociologia do trabalho e da educação contemporânea. Conceitualmente, esta reflexão implica discernirmos e diferenciarmos as noções de emprego, formação profissional e educação, no contexto histórico que estamos vivenciando.
Palavras-chave: Educação. Trabalho. Tecnologias. Futuro do Emprego.

ABSTRACT
This article analyzes some of the economic, scientific, and technological transformations that impact labor, production, education, and professional training systems, since nothing is immune to the ongoing transformations in our century. Employment relationships and professional career projects are undergoing profound changes, moving from stable and lasting professional careers to intermittent, temporary and demanding relationships. In this perspective, it is not work as a production relation of human survival that is threatened, but jobs that are in the process of precariousness or extinction. This article proposes a reflection on the theses that announce the end of employment, in the current context, from changes in movement and their impacts on the education process. Methodologically, it is a qualitative and quantitative study, anchored in bibliographic and documentary sources, labor market and economy indicators, referenced with intellectuals in the sociology of work and contemporary education. Conceptually, this reflection implies discerning and differentiating the notions of employment, professional training and education in the historical context we are experiencing.
Keywords: Education. Work. Technologies. Future of Employment.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25112/rpr.v3i0.2008

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


............................................................................................................................................................................................................................

ISSN versão impressa: 1807-1112 
ISSN versão eletrônica: 2448-1939

Licença Creative Commons
Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista Prâksis - Universidade Feevale (Novo Hamburgo, Rio Grande do Sul, Brasil).

............................................................................................................................................................................................................................
 
Desde 16/08/19