“VOCÊ VAI SE ENTENDENDO MELHOR E VAI FORMULANDO MELHOR AQUELA IDEIA”: ENTRE PESQUISA, NARRATIVAS E SUBJETIVAÇÕES

Neilton dos Reis, Roney Polato de Castro

Resumo


Esse artigo é fruto de inquietações e desdobramentos de uma pesquisa de mestrado em Educação concluída no ano de 2018. Nela nos debruçamos sobre narrativas de pessoas que se identificavam com a não-binaridade de gênero e se diferenciavam do ser mulher ou ser homem. Para esse trabalho temos como objetivo principal refletir sobre a própria pesquisa em sua dimensão metodológica e de escrita encarando-a como um processo de experiência, resistência e invenção de si, tanto para os sujeitos que dizem de suas experiências na não-binaridade quanto para nós enquanto pesquisadores. Como metodologia da pesquisa, nós assumimos encontros com entrevistas narrativas e é esse material, junto às nossas próprias impressões do processo, que utilizamos como base para a discussão nesse texto. Ao narrar experiências, esses sujeitos nos possibilitam (re)criar modos de pensar também as identidades, os sentidos de pertencimento e a materialidade que tais sentidos expressam em suas existências.
Palavras-chave: Não-binaridade de gênero. Narrativa. Experiência.

ABSTRACT
This article is the result of concerns and developments of a master’s research in Education of the year 2018. In this research the focus was the narratives of people who identified with non-binarity of gender and differed from being a woman or being a man. For this text we have as main objective to reflect on the own research in its methodological dimension and of writing considering it as a process of experience, resistance and invention of itself so much for the subjects that say of their experiences in the non-binarity as for us while researchers. As a research methodology, we take meetings with narrative interviews and it is this material, together with our own impressions of the process, that we use as a basis for discussion in this text. In narrating experiences, these subjects enable us (re) to create ways of thinking also the identities, the senses of belonging and the materiality that these senses expresses in their existences.
Keywords: Non-binarity of gender. Narrative. Experience.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25112/rpr.v2i0.1918

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


............................................................................................................................................................................................................................

ISSN versão impressa: 1807-1112 
ISSN versão eletrônica: 2448-1939

Licença Creative Commons
A Revista Prâksis segue os critérios da Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista Prâksis - Universidade Feevale (Novo Hamburgo, Rio Grande do Sul, Brasil).

............................................................................................................................................................................................................................
 
Desde 16/08/19