DESINSTITUCIONALIZAÇÃO PSIQUIÁTRICA: PRODUÇÃO CULTURAL NA DIVERSIDADE

Thomas Josué Silva

Resumo


O artigo centra-se sobre a produção cultural e estética de usuários de saúde mental em contextos psicossociais e sua relação com a Reforma Psiquiátrica no Brasil. Trata-se de uma etnografia realizada na cidade de Novo Hamburgo que estuda a relação da criação visual e o sofrimento mental, e sua contribuição crítica para a pesquisa etnográfica em saúde mental e da arte na diversidade.

ABSTRACT
The article focuses on the cultural and aesthetic production of mental health users in psychosocial contexts and your relationship with the Psychiatric Reform in Brasil. This is an ethnography in Novo Hamburgo who studies the relationship of visual creation and mental suffering and your critical contribution to the ethnographic research in mental health and art in diversity.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25112/rpr.v2i0.1773

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


............................................................................................................................................................................................................................

ISSN versão impressa: 1807-1112 
ISSN versão eletrônica: 2448-1939

Licença Creative Commons
A Revista Prâksis segue os critérios da Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista Prâksis - Universidade Feevale (Novo Hamburgo, Rio Grande do Sul, Brasil).

............................................................................................................................................................................................................................
 
Desde 16/08/19