AS ESCREVIVÊNCIAS DAS MARIAS DA CONCEIÇÃO: CONSTRUÇÃO DE NARRATIVAS HISTÓRICAS SITUADAS

Carla de Moura, Fernando Seffner

Resumo


O texto está construído a partir da longa ambientação dos autores na docência de ensino de História e nas pesquisas acerca da cultura escolar e das questões de raça e gênero. Fruto dessa prolongada inserção, a proposta é compreender a complexidade étnico-racial do território escolar, tomando como base a análise de um recorte de processo pedagógico: a construção de narrativas históricas situadas. Tais narrativas foram elaboradas pelas alunas e alunos de escola de ensino fundamental a partir de um exercício de análise interseccional de fontes históricas primárias, ligadas aos bens culturais aos quais a comunidade escolar atribui sentido de patrimônio. Posteriormente, foi tecida, em documentário audiovisual, uma produção feita com técnicas simples de gravação. O trabalho de pesquisa opera com percursos investigativos acerca da História das mulheres de uma vila de classe popular em Porto Alegre, onde a escola se localiza e com quem mantém estreitas relações. O texto cruza marcadores de raça, gênero e classe e avança o conceito de ensino de História situado, valendo-se da noção de escrevivências. É fruto de projeto de pesquisa conjunto dos autores e dialoga com o campo do que tem sido chamado ensino de temas sensíveis, questões socialmente controversas ou passados vivos. Traz excertos de falas de alunos e alunas, e detalha ações pedagógicas feitas com intenção de pesquisa.
Palavras-chave: Ensino de História. Raça. Classe. Gênero. Ensino de história situado.

ABSTRACT
This paper is written from the authors’ long-standing teaching history and research on school culture and issues of race and gender. As a result of this long term insertion, the proposal is to understand the ethnic-racial complexity of the school territory, based on the analysis of a pedagogical process: the construction of “placed on” historical narratives. These narratives were elaborated by the students of elementary school from an exercise of intersectional analysis of primary historical sources, linked to the cultural assets to which the school community attributes a sense of Heritage. Subsequently, they were woven into an audiovisual documentary, produced using simple recording techniques. The research work deals with research on the history of women in a popular class village in Porto Alegre, where the school is located and with whom it maintains close relationships. The text crosses markers of race, gender and class, and advances the concept of teaching of situated History, using the notion of “escrevivências”. It is the result of a joint research project of the authors, and dialogues with the field of what has been called teaching of sensitive issues, socially controversial issues or past living. It brings excerpts from student and student speeches, and details pedagogical actions done with research intent.
Keywords: Teaching history. Race. Gender. Class. Placed on historical narratives.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25112/rpr.v2i0.1748

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


............................................................................................................................................................................................................................

ISSN versão impressa: 1807-1112 
ISSN versão eletrônica: 2448-1939

Licença Creative Commons
A Revista Prâksis segue os critérios da Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista Prâksis - Universidade Feevale (Novo Hamburgo, Rio Grande do Sul, Brasil).

............................................................................................................................................................................................................................
 
Desde 16/08/19