UM NOVO SENTIDO: A RELEITURA ARTÍSTICA DE CRAVE COMO NOVA POSSIBILIDADE ENTRE ENUNCIADORES E INTERPRETANTES

Marina Mentz, Sarai Patricia Schmidt

Resumo


O estudo discute a relação entre os processos comunicacionais e as interlocutivas possibilidades de interpretação a partir da mudança de meio de manifestação onde a arte está inserida, questionando a autonomia da releitura como uma obra autônoma. Sob as discussões de Charaudeau (2009), Lehmann (1999), Bauman (2002) e Linda Hutcheon (2006), são questionadas as possibilidades de interpretação da obra pós-dramática Crave, de Sarah Kane, e uma releitura desta – elaborada em formato de vídeo performance. Foi possível perceber o protagonismo do sujeito nas diferentes situações e contextos como enunciador/comunicante, e destinatário/interpretante.
Palavras-chave: Discurso. Comunicação. Teatro pós-dramático. Releitura.

ABSTRACT
The study discusses the relationship between the communicational processes and the interlocutive possibilities of interpretation from the change of medium where art is inserted, questioning the autonomy of new version as an autonomous work. In the discussions of Charaudeau (2009), Lehmann (1999), Bauman (2002) and Linda Hutcheon (2006), the possibilities of interpretation of Sarah Kane’s post-dramatic work Crave are questioned and a re-reading of this one ff video performance. It was possible to see the protagonism of the person in different situations and contexts as statement and interpreter.
Keywords: Speech. Communication. Post-dramatic. New Version.


Texto completo:

PDF

Referências


BAUMAN, Zygmunt. Modernidade e Ambivalência. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editora, 1999.

BAUMAN, Zygmunt. Em busca da política. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editora, 2002.

BENJAMIN, Walter. A Obra de Arte na Era de Sua Reprodutibilidade Técnica. São Paulo: Editora Brasiliense, 1985.

BOGART, Anne. A preparação do diretor. São Paulo: WMF Martins Fontes, 2011.

BONACIN, Larissa Degasperi. “A Ânsia Poetica de Sarah Kane”. Uniandrade, n. 4., p. 128-140, 2010. Disponível em: . Acesso em: 28 mai. 2016.

CHARAUDEAU, P. De la competência social de comunicación a las competências discursivas. Lo Site de Patrick Charaudeau, 2001. Disponível em: . Acesso em: 28 mai. 2016.

______. Linguagem e discurso: modos de organização. São Paulo: Contexto, 2008.

______. Identidade social e identidade discursiva: o fundamento da competência comunicacional. Lo Site de Patrick Charaudeau, 2009. Disponível em: . Acesso em: 28 mai. 2016.

______. Uma problemática comunicacional dos gêneros discursivos. 2010. Disponível em: . Acesso em: 28 mai. 2016.

FEIX, Tania Alice Caplain. Mythologias dramatúrgicas e cênicas contemporâneas: phaedra’s love de sarah kane. Cadernos Virtuais de Pesquisa em Artes Cênicas, Rio de Janeiro, p. 1-16, 2009. Disponível em: . Acesso em: 28 mai. 2016.

HUTCHEON, Linda. A theory of adaptation. Nova Iorque e Londres: Routledge, 2006.

LEHMANN, Hans-Thies. Teatro Pós-dramático. São Paulo: Editora Cosac & Naif, 1999.

SIERZ, Aleks. In-Yer-Face – The British Drama Today. London: Faber and Faber, 2001.




DOI: https://doi.org/10.25112/rpr.v1i0.1293

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


............................................................................................................................................................................................................................

ISSN versão impressa: 1807-1112 
ISSN versão eletrônica: 2448-1939

Licença Creative Commons
A Revista Prâksis segue os critérios da Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista Prâksis - Universidade Feevale (Novo Hamburgo, Rio Grande do Sul, Brasil).

............................................................................................................................................................................................................................
 
Desde 16/08/19