EVA, A RELATIVIZAÇÃO DA VERDADE

Jane Tutikian

Resumo


O trabalho analisa EVA, do escritor cabo-verdiano Germano Almeida, dentro do conjunto de sua obra, a partir do ideário da revista Ponto e Vírgula e como continuação de uma proposta apresentada em O Meu Poeta, primeiro romance nacional de Cabo Verde: a literatura pensada como o espaço de expressão da identidade cultural, desvendando o momento, o espaço e o elemento definidor dessa identidade. É a repensagem da independência 28 anos depois, indo ao encontro do espaço dos exilados, os “Catchor de dôs pé”.

Palavras-chave: Germano Almeida. Literatura. Identidade. Cabo Verde.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25112/rp.v1i0.797

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


............................................................................................................................................................................................................................

ISSN versão impressa: 1807-1112 
ISSN versão eletrônica: 2448-1939

Licença Creative Commons
A Revista Prâksis segue os critérios da Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista Prâksis - Universidade Feevale (Novo Hamburgo, Rio Grande do Sul, Brasil).

............................................................................................................................................................................................................................
 
Desde 16/08/19