ABORDAGENS TEÓRICAS NO PROCESSO DE AQUISIÇÃO DE SEGUNDA LÍNGUA

Conie Smolinski, Valeria Zanetti Ney

Resumo


O presente trabalho tem como objetivo analisar e comparar as ideias defendidas pelas Teorias Gerativa e Cognitiva referente ao processo de aquisição de segunda língua (L2), bem como o modelo proposto por Towell e Hawkins (1994). A abordagem Gerativa para a aquisição de L2 considera que o aprendizado da língua é determinado por uma competência específica para a linguagem – a Gramática Universal (GU), enquanto a visão Cognitiva afirma que as línguas são aprendidas através de competências cognitivas. O modelo proposto por Towell e Hawkins (1994) é uma tentativa de unir os aspectos de aprendizagem e de uso do sistema da L2 pelos aprendizes. Com o intuito de enriquecer a compreensão do processo de aquisição de segunda língua, nós apresentamos uma análise crítica e comparativa baseada em pesquisa teórica em livros e artigos científicos sobre aquisição de L2.

Palavras-chave: Teorias de Aquisição. Segunda Língua (L2). Gramática Universal (GU).


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25112/rp.v1i0.689

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


............................................................................................................................................................................................................................

ISSN versão impressa: 1807-1112 
ISSN versão eletrônica: 2448-1939

Licença Creative Commons
A Revista Prâksis segue os critérios da Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista Prâksis - Universidade Feevale (Novo Hamburgo, Rio Grande do Sul, Brasil).

............................................................................................................................................................................................................................
 
Desde 16/08/19