EDUCAÇÃO NAO ESCOLAR. ESTRATÉGIAS PEDAGÓGICAS ALTERNATIVAS.

Dinora Tereza Zucchetti, Eliana Perez Gonçalves de Moura, Miriam Pires de Lacerda

Resumo


A temática da educação no campo social tratada neste artigo, em um sentido amplo, advém de análises de pesquisas sobre experiências produzidas no interior de projetos socioeducativos e cuja a metodologia das investigações é qualitativa, de tipo descritiva com característica longitudinal.  Neste artigo defendemos que práticas de educação não escolar constituem estratégias pedagógicas alternativas que, em certa medida, enfrentam o processo de exclusão social de crianças, adolescentes e jovens constituindo práticas sociais de produção de novos saberes.  O texto visa ressaltar o caráter central da figura do educador quando se empenha em encontrar formas de interagir e de se deixar transformar pelo Outro. Neste processo apontamos outro modo de educar, enquanto campo de possibilidades, se não como vetor de transformação social como experiência que repercute sobre a educação.
Palavras-chave: Educação não escolar. Movimentos pedagógicos alternativos. Educadores sociais.

ABSTRACT
The theme of education in the social field comes from research on experiences produced within socio-educational projects and whose qualitative methodology is descriptive and characteristically longitudinal. We argue that non-school education practices are alternative pedagogical strategies that, to a certain extent, face the process of social exclusion of children, adolescents and young people, and constitute social practices for the production of new knowledge. This article aims to emphasize the central character of educators when they strive to find ways of interacting and being transformed by the Other. In this process we point to another way of educating, as a field of possibilities that challenges academic formation as a vector of intensification and social transformation.
Keywords: Non-school education. Alternative pedagogical movements. Social educators. Academic education.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25112/rpr.v1i0.1716

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


............................................................................................................................................................................................................................

ISSN versão impressa: 1807-1112 
ISSN versão eletrônica: 2448-1939

Licença Creative Commons
A Revista Prâksis segue os critérios da Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista Prâksis - Universidade Feevale (Novo Hamburgo, Rio Grande do Sul, Brasil).

............................................................................................................................................................................................................................
 
Desde 16/08/19