REPRESENTAÇÕES DA EDUCAÇÃO ABERTA NO FACEBOOK: UMA ANÁLISE A PARTIR DOS ESTUDOS CULTURAIS

Adriano Chiarani da Silva, Edgar Roberto Kirchof

Resumo


No presente artigo, apresentam-se os resultados de uma análise do grupo REA (Recursos Educacionais Abertos) no Facebook quanto ao modo como este grupo produz representações da educação aberta. A concepção teórica adota os estudos que aproximam o campo dos Estudos Culturais e a Educação. Nessa perspectiva, parte-se do pressuposto de que as redes sociais na Internet, tais como o Facebook, vão além de sua função comunicativa, pois também possuem uma dimensão cultural pedagógica, a partir da qual são produzidas representações que interpelam os usuários a se identificarem com certas posições de sujeito. A metodologia empregada baseia-se em pesquisa bibliográfica, de um lado, e na análise de postagens que se encontram no grupo REA no Facebook, de outro. Foram analisadas postagens disponibilizadas no período de março, abril e maio de 2015. Uma das principais conclusões a que as análises permitem chegar é que a educação aberta é representada, nesse grupo, como democrática, gratuita, livre e transformadora. Além disso, também foi possível concluir que o grupo REA no Facebook atua como uma pedagogia cultural que interpela seus membros à resistência contra a comodificação de recursos educacionais no ciberespaço.

Palavras-chave: Educação Aberta. Recursos educacionais abertos. Facebook. Pedagogias culturais. Representação.

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

REPRESENTATIONS OF EDUCATION OPENED ON THE FACEBOOK: AN ANALYSIS FROM CULTURAL STUDIES

In this article, we analyze the main representations of open education that are conveyed by the OER group (Open Educational Resources) on Facebook. The theoretical framework of this work draws on studies that bring the field of Cultural Studies and Education together. From this perspective, we infer that social networking sites such as the Facebook have an implicit pedagogical dimension. Therefore they produce representations that compel users to identify with certain subject positions, teaching cultural lessons about several issues. We based our methodology on bibliographic research on the one hand, and on the analysis of available posts from the OER Facebook group on the other hand. We restricted the analyses to materials that were posted from March, April and May 2015. One of the main conclusions of the analysis is that this group represents open education as democratic, free and transformative. Moreover, it was also possible to conclude that the OER Facebook group acts as a cultural pedagogy that challenges its members to the resistance against the commodification of educational resources in cyberspace.

Keywords: Open Education. Open Educational Resources. Facebook. Cultural Pedagogy. Representation.

 


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25112/rp.v2i0.1095

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


............................................................................................................................................................................................................................

ISSN versão impressa: 1807-1112 
ISSN versão eletrônica: 2448-1939

Licença Creative Commons
A Revista Prâksis segue os critérios da Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista Prâksis - Universidade Feevale (Novo Hamburgo, Rio Grande do Sul, Brasil).

............................................................................................................................................................................................................................
 
Desde 16/08/19