USO DE ERVA-MATE COMO BIOSSORVENTE DE CONTAMINANTES NO TRATAMENTO DA ÁGUA

Mariana Cassel Meurer, Fernanda Vargas e Silva

Resumo


Atualmente existe uma alta necessidade de medidas para melhorar a qualidade da água, a qual tem sido prejudicada por seu uso em excesso, má distribuição e poluição. Dentre as tecnologias disponíveis na recuperação da água, uma das mais utilizadas é a adsorção, processo baseado na capacidade que alguns sólidos possuem de remover substâncias solúveis. Por isso, materiais precursores que possuem elevado teor de carbono em sua composição têm sido testados como adsorventes. O presente trabalho tem como objetivo testar a capacidade adsortiva da biomassa obtida do resíduo da erva-mate de chimarrão consumido, sendo feita a comparação entre uma ativação apenas por pirólise e uma ativação com ZnCl2 e posterior pirólise. Os metais testados foram Cu2+, Pb2+ e Ni2+, os quais podem causar danos à saúde se ingeridos em altas concentrações. Analisando-se os resultados e fazendo uso das isotermas de Freundlich, observou-se que o carvão ativado obtido apenas por processo de pirólise apresentou maior capacidade adsortiva para a remoção dos metais estudados, quando comparado ao carvão ativado obtido por ativação com ZnCl2 seguido de pirólise, tendo percentuais de remoção variando entre 88,58% e 99,72%, e entre 29,11% e 85,06%, respectivamente. Observou-se que, dos metais estudados, o cobre, cuja remoção foi de aproximadamente 100%, é o mais favorável a ser removido da água utilizando-se carvão ativado apenas por pirólise. Este processo também apresentou mais alto valor da constante de Freundlich (Kf), de 203,0 mg.g-1.
Palavras-chave: Água. Adsorção. Metais. Isotermas.

ABSTRACT
Nowadays, is has been necessary to take measures in order to improve water quality, which has been harmed by its abusive use, bad distribution and pollution. Among the available technologies for water recovery, adsorption is one of the most used procedures, which relies on the capacity that some solids have to remove soluble substances.Therefore, precursor materials, which hold high carbon contents, have been tested as adsorbents. This essay aims to test the adsorbent capacity of the biomass obtained from yerba mate, comparing an activation made just by pyrolysis, and an activation made with ZnCl2 followed by pyrolysis. The tested metals were Cu2+, Pb2+ e Ni2+, which may cause health issues when ingested in high amounts. Analyzing the results and using Freundlich isotherm, it was observed that the carbon obtained just by pyrolysis process showed better adsorbent capacity to remove cooper, lead and nickel, when compared to carbon obtained by activation made with ZnCl2 followed by pyrolysis, with removal percentages varying between 88,58% and 99,72%, and between 29,11% and 85,06%, respectively. It was observed that, between the studied metals, cooper is the most propitious to be removed from water, which was, using carbon obtained just by pyrolysis, almost 100% removed. This process also showed the higher value for Freundlich constant (Kf), from its respective isotherm, of 203.0 mg.g-1.
Keywords: Water. Adsorbtion. Metals. Isotherms.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25112/rtt.v10i1.1486

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


............................................................................................................................................................................................................................

p-ISSN: 1679-169X
e-ISSN: 2357-8610 

Licença Creative Commons
A Revista Tecnologia e Tendências segue os critérios da Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista Tecnologia e Tendências - Universidade Feevale (Novo Hamburgo, Rio Grande do Sul, Brasil).

............................................................................................................................................................................................................................
 
Desde 16/08/19