A CONDIÇÃO FEMININA EM MORNAS ERAM AS NOITES, DE DINA SALÚSTIO

Demétrio Alves Paz, Mithiele da Silva Scarton

Resumo


O presente trabalho, relacionado ao estudo desenvolvido pelo projeto de pesquisa intitulado Mulheres fortes: O conto africano de língua portuguesa de autoria feminina (PROBIC/FAPERGS), tem por objetivo analisar a condição feminina presente em nove contos da obra Mornas eram as noites, de autoria da escritora cabo-verdiana Dina Salústio. A partir da leitura de obras críticas de especialistas nas literaturas africanas de língua portuguesa, como Maria Aparecida Santilli (2007), Manuel Ferreira (1987), Pires Laranjeira (1995) e Simone Caputo Gomes (2006; 2013), assim como em artigos publicados em revistas acadêmicas, revisamos a fortuna crítica da autora com o intuito de conhecer seus temas. Nas nove narrativas, observamos que há figuras femininas diferenciadas, representando um amplo apanhado de todas as classes sociais e de diferentes idades. A grande maioria das histórias é narrada em primeira pessoa, o que aproxima o leitor da condição feminina e também funciona como uma espécie de pedido de cumplicidade por parte das narradoras para sentir-se parte desse emaranhado de sentimentos e situações em que elas se encontram.
Palavras-chave: Literatura de autoria feminina. Conto. Literatura cabo-verdiana. Dina Salústio. Condição feminina.

ABSTRACT
This article, related to the study developed in the research project Strong Women: African short stories written by women writers (PROBIC/FAPERGS), aims to to analyze the women’s condition in 9 (nine) short stories in Warm were the nights, by the Cape Verdean writer Dina Salústio. From the reading of critical works by scholars of African Literature in Portuguese Language such as Maria Aparecida Santilli (2007), Manuel Ferreira (1987), Pires Laranjeira (1995) e Simone Caputo Gomes (2006, 2013), as well as articles in academic journals, we revised the critical works about the author to get a better knowledge of her themes. In the nine narratives, we noted that there are differentiated feminine figures, representing a broad view of all social classes and different ages. The majority of stories were narrated in the first person, which connect the reader to the women’s condition as well as it works as a kind of asking for partnership by the narrators to feel part of this connection of feelings and situations in which the characters are involved.
Keywords: Women’s writing. Short story. Cape Verdean Literature. Dina Salústio. Women’s condition.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25112/rpr.v2i0.1657

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


............................................................................................................................................................................................................................

ISSN versão impressa: 1807-1112 
ISSN versão eletrônica: 2448-1939

Licença Creative Commons
A Revista Prâksis segue os critérios da Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista Prâksis - Universidade Feevale (Novo Hamburgo, Rio Grande do Sul, Brasil).

............................................................................................................................................................................................................................
 
Desde 16/08/19