COMUNICAÇÃO DE “DUPLO- VÍNCULO” NAS ORGANIZAÇÕES

Maria Isabel Rodrigues Lima, Rudimar Baldissera

Resumo


No presente artigo realiza-se uma reflexão sobre a noção de comunicação, destaca-se a compreensão que dela se construiu e procura-se enfatizar a idéia de comunicação de “duplo-vínculo”, suas vicissitudes e características. Com base nos três princípios básicos do Paradigma da Complexidade (dialógico, recursivo e hologramático), segundo Morin, procura-se compreender/explicar as mensagens de “duplo-vínculo” como presenças constituintes da comunicação organizacional. Atenta-se para o fato de que, se por um lado, caracterizam-se por serem perversas e gerarem sintomas nefastos que afetam o comportamento dos sujeitos organizacionais, por outro, atualizam tensões que, por suas características, podem ser húmus gerador de manifestações criativas e inovadoras. Da mesma forma, procura-se dar conta da idéia de que, sob a complexidade, a organização não é apenas ordem, mas também desordem/conflito. Assim, mantendo-se a dualidade no seio da unidade, flexibiliza-se a compreensão de que a mensagem de “duplo-vínculo” sempre é ruim, perversa.

Palavras-chave: Comunicação. Organização. Complexidade. Mensagens de “Duplo-Vínculo”.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25112/rgd.v4i1.867

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


............................................................................................................................................................................................

ISSN versão impressa (até 2013): 1807-5436
ISSN versão eletrônica (2014 em diante): 2446-6875

Licença Creative Commons
Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista Gestão e Desenvolvimento - Universidade Feevale (Novo Hamburgo, Rio Grande do Sul, Brasil).

............................................................................................................................................................................................................................
 
Desde 15/08/19