O PAPEL SOCIAL DA MULHER BRASILEIRA NAS DÉCADAS DE 30 A 60, RETRATADA ATRAVÉS DAS PROPAGANDAS VEICULADAS NA REVISTA O CRUZEIRO

Cristina Spengler Azambuja

Resumo


O desenvolvimento de novas tecnologias de comunicação contribuíram para a construção de novas abordagens sobre os mais diversos temas. O estudo imagético apresenta-se como uma ferramenta auxiliar que através das imagens, veiculadas pelos meios de comunicação, direcionados ao público feminino, nos proporciona um maior entendimento do papel social da mulher ao longo do tempo. O presente trabalho pretende abordar evoluções históricas relevantes ao estudo do comportamento do consumidor, no que se refere ao papel feminino na propaganda. A pesquisa destaca a utilização das áreas da Comunicação e História para a coleta de informações na construção de uma caracterização do papel feminino frente ao consumismo, identificando no espaço brasileiro das décadas de 30 a 60, através de alguns anúncios publicitários impressos na revista O Cruzeiro. Percebeu-se as maneiras pelas quais a propaganda se modificou e ajudou a modificar o perfil feminino contemporâneo. A propaganda será o fio condutor que liga uma mulher “vitoriana”, apegada aos valores familiares conservadores, ainda tímida enquanto agente de mudança social, a uma mulher revigorada, atenta ao seu papel em uma sociedade em transformação. Orientada pelos valores de consumo tanto para a aquisição de produtos que a auxiliasse na proteção familiar, tanto aos que a induziam à liberdade de expressão e a americanização dos padrões e comportamentos, as mulheres brasileiras sempre foram modelos de referência ao comportamento do consumidor. Alvo de grande parte dos esforços da propaganda nacional, a mulher é colocada como uma engrenagem chave do processo de consumo na sociedade contemporânea e é o objeto através do qual a publicidade pretendeu alcançar seus objetivos comerciais.

Palavras-chave: Mulher. Propaganda. Comunicação. Comportamento.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25112/rgd.v3i1.834

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


............................................................................................................................................................................................................................

Principais indexadores:

Image and video hosting by TinyPic

............................................................................................................................................................................................................................

ISSN versão impressa: 1807-5436
ISSN versão eletrônica: 2446-6875
 

Licença Creative Commons
A Revista Gestão e Desenvolvimento segue os critérios da Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista Gestão e Desenvolvimento - Universidade Feevale (Novo Hamburgo, Rio Grande do Sul, Brasil).