TELETRABALHO E QUALIDADE DE VIDA: ESTUDO DE CASO DO PODER JUDICIÁRIO EM UM ESTADO DO NORTE DO BRASIL

Autores

DOI:

https://doi.org/10.25112/rgd.v18i1.2283

Resumo

RESUMO

O objetivo deste estudo visou analisar a contribuição do teletrabalho para a qualidade de vida no trabalho (QVT) de servidores do Poder Judiciário do Estado do Amapá. O delineamento metodológico consistiu em uma pesquisa de natureza quantitativa e abordagem exploratória e descritiva. Utilizaram-se questionários com escalas do tipo Likert, estruturado com base no modelo teórico de Walton (1973), aplicado para 47 servidores em regime de teletrabalho no Tribunal de Justiça do Amapá (TJAP), cuja amostra representou 74% do público-alvo. Os resultados apontaram média de 4,107 no Nível de Satisfação Geral, demonstrando que 88,5% dos servidores do TJAP estão satisfeitos ou muito satisfeitos com a participação no regime de teletrabalho. Contudo, o baixo Coeficiente de Variação Tolerável (30%) evidencia que variáveis relacionadas às Tecnologias da Informação e Comunicações (TIC’s) são desafios a serem superados quanto a esse modelo de trabalho, considerando as peculiaridades envoltas no contexto amapaense.

Palavras-chave: Teletrabalho. Qualidade de vida no trabalho. Judiciário.

 

ABSTRACT

The aim of this study was to analyze the contribution of telework to the quality of life at work (QWL) of servers of the Judiciary of the State of Amapá. The methodological design consisted of a quantitative research and exploratory and descriptive approach. Likert scale questionnaires were used, structured based on Walton's (1973) theoretical model, applied to 47 teleworkers at the Amapá Court (TJAP), whose sample represented 74% of the target audience. The results indicated an average of 4.107 in the General Satisfaction Level, showing that 88.5% of TJAP's employees are satisfied or very satisfied with their participation in the teleworking regime. However, the low tolerable coefficient of variation (30%) shows that variables related to Information and Communication Technologies (ICTs) are challenges to be overcome regarding this work model, considering the surrounding peculiarities of the Amapá context.

Keywords: Telecommuting. Quality of life at work. Judiciary.

Biografia do Autor

Luis de Jesus Pereira, Tribunal de Justiça do Estado do Amapá

Graduação em Tecnólogo de Redes de Computadores - Faculdades de Macapá (Macapá/Brasil). Atualmente é Técnico Judiciário - apoio especializado TI - Tribunal de Justica do Estado do Amapa desde 2006 (Macapá/Brasil). Acadêmico formando do curso de Bacharel em Administração pela Universidade Federal do Amapá - UNIFAP (Macapá/Brasil). E-mail: ljp.pereira@gmail.com.

Ananias Costa Oliveira, Universidade Federal de Goiás

Doutorando em Administração pela Universidade Federal de Goiás - UFG (Goiânia/Brasil). Mestrado em Planejamento e Políticas Públicas pela Universidade Estadual do Ceará - UECE (Fortaleza/Brasil). Graduação em Administração pela Universidade Federal do Amapá - UNIFAP (Macapá/Brasil) e Graduação em Gestão de Recursos Humanos pela Universidade Paulista (Macapá/Brasil). Foi Diretor do Departamento de Contabilidade e Assistente Administrativo do quadro efetivo da Prefeitura Municipal de Tartarugalzinho - AP (Tartarugalzinho/Brasil). Foi Chefe da Divisão de Acompanhamento e Avaliação e atualmente é Assistente em Administração do quadro efetivo da Universidade Federal do Amapá (Macapá/Brasil). Tem experiência na área de Administração, com ênfase em Gestão Estratégica e Gestão de Pessoas, atuando principalmente nos seguintes temas: alinhamento estratégico, clima organizacional, planejamento estratégico, políticas e práticas de gestão de pessoas, gestão participativa, planejamento e políticas públicas. E-mail: ananias.staff@gmail.com.

Leiliane Penafort da Silva, Universidade Federal do Amapá

Especialização em Gestão Pública pelo Instituto Brasileiro de Atuação no Ensino Superior e Pós-Graduação, IBAESP (Macapá/Brasil). Graduação em andamento em Administração pela Universidade Federal do Amapá, UNIFAP (Macapá/Brasil). Graduação em ciencias ambientais. Universidade Federal do Amapá, UNIFAP (Macapá/Brasil). Assistente em Administração do quadro efetivo da Universidade Federal do Amapá, UNIFAP (Macapá/Brasil). E-mail: leili.silva85@gmail.com.

Cláudio Márcio Campos de Mendonça, Universidade Federal do Amapá

Pós-Doutorado em Gestão na Católica Porto Business School (2018) (Coimbra/Portugal), Doutorado em Administração pelo PPGA/UFRN (2015) (Natal/Brasil), Mestrado em administração, Especializações: MBA em Gestão da Tecnologia da Informação e Gestão Universitária. Graduações em Processamento de Dados (1996) e Administração (2012) pela Universidade Potiguar - UnP (Natal/Brasil). Atualmente Professor com Dedicação Exclusiva na Universidade Federal do Amapá (Macapá/Brasil), lecionando disciplinas nos Cursos de Graduação em Administração e no Mestrado Profissional em Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia - PROFNIT. Experiência nas áreas de tecnologia da informação, educação a distância e gestão de ensino superior. Professor Universitário desde 1997, lecionando disciplinas principalmente nos cursos de Sistemas de Informação, Administração e Gestão Pública, além de disciplinas de Pós-Graduação lato sensu e stricto sensu. Também atuado como Diretor de TI, Pró-Reitor de Graduação e Diretor de Qualidade Acadêmica da Universidade Potiguar - UnP (Natal/Brasil). Avaliador do MEC para cursos de Administração à Distância. E-mail: cmarcio@gmail.com.

Downloads

Publicado

2021-03-12