O USO DE TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E DE COMUNICAÇÃO (TICS) PELA AGRIC ULTURA FAMILIAR NO VALE DO CAÍ: PROJETO-PILOTO DE MONTENEGRO-RS

Cidonea Machado Deponti, Luana de Souza Barcelos, Grébori Anderson Silva, Douglas Ritt, Angélica Lubaczwski

Resumo


O presente artigo refere-se ao projeto de pesquisa e de extensão denominado Desenvolvimento Rural e Tecnologias de Informação e de Comunicação (TIC s)6. O objetivo geral é analisar as possibilidades de introdução de tecnologias de informação e de comunicação (TIC s) para a agricultura familiar no Vale do Caí, com a experiência de extensão piloto em Montenegro, município polo dessa região, visando ao desenvolvimento rural e regional. O projeto envolve o Programa de Pós-graduação em Desenvolvimento Regional e o três cursos do Campus de Montenegro da UNISC , apresentando parceria com a EMA TER / RS -ASCAR e com o Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Montenegro-RS , sendo essas as instituições que escolheram as 10 famílias que compõem o Projeto-piloto. O critério de seleção da amostra baseou-se no acesso ao computador e à internet. A amostra é intencional, não sendo, portanto, probabilística, pois se trata de um Piloto. Dentre as atividades de pesquisa, destacam-se a aplicação de um roteiro semiestruturado buscando conhecer o perfil socioeconômico das famílias componentes do Projetopiloto e como se dá o uso das tecnologias de informação e de comunicação. Das atividades de extensão tecnológica, salientam-se a realização de oficinas de integração, a construção coletiva de planilhas eletrônicas (Excel) de gestão da propriedade rural e o acompanhamento dos agricultores “in loco” para monitoramento e para auxílio ao processo de registro das informações. Verificou-se que o domínio da tecnologia, o controle e a gestão do estabelecimento rural dependem da escolaridade, da capacitação, do conhecimento, da inovação dos agricultores familiares. Dos resultados obtidos, observa-se que todos os chefes de família componentes do Projeto-piloto possuem celular, quatro entrevistados possuem computador em casa e nove possuem notebook. Dos entrevistados: seis utilizam o computador diariamente e seis também utilizam a internet diariamente; quatro utilizam o computador às vezes e dois utilizam a internet às vezes. Esse acesso à internet ocorre via computador em casa com banda larga (um entrevistado), por 3G (quatro entrevistados), via rádio (quatro entrevistados) e não tem acesso à internet (um entrevistado). Concluiu-se, portanto, que a introdução e a utilização de TIC s no meio rural facilitam a comunicação, a troca de informações e a ampliação do conhecimento dos agricultores, sendo que este último poderá promover o alargamento de oportunidades econômicas, sociais e políticas. Assim, a inclusão digital no campo poderá alavancar os processos de desenvolvimento rural e regional. Nesse sentido, as famílias rurais deverão, além de acessar essas tecnologias (infraestrutura), desfrutar de informações compatíveis com seu modo de vida e ser qualificadas para a sua utilização.

Palavras-chave: Tecnologias de informação e comunicação. Agricultura familiar. Desenvolvimento rural/regional. Gestão da propriedade rural.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25112/rco.v1i0.88

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


............................................................................................................................................................................................................................

Principais indexadores/diretórios: 

Scopus          Redalyc          Periódicos da Capes          Redib          Doaj          Ebsco          Erihplus          Latindex  

............................................................................................................................................................................................................................
 

e-ISSN: 2176-8501

Licença Creative Commons
A Revista Conhecimento Online segue os critérios da Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista Conhecimento Online - Universidade Feevale (Novo Hamburgo, Rio Grande do Sul, Brasil).

............................................................................................................................................................................................................................
 
Desde 16/08/19