EDUCAÇÃO COMUNITÁRIA COMO ELEMENTO FUNDANTE DA ESCOLARIZAÇÃO NO TERRITÓRIO DE NOVO HAMBURGO: A TRAJETÓRIA DE 1832 A 1943

Autores

  • Dionísio Felipe Hatzenberger UERGS
  • Helena Venites Sardagna UERGS
  • Pedro Vinícius Francisco Reisdorfer UNINTER

DOI:

https://doi.org/10.25112/rco.v1i0.2313

Resumo

RESUMO:

Os imigrantes germânicos que desembarcaram no Vale do Rio dos Sinos durante a primeira metade do século XIX preconizaram o desenvolvimento da educação de Novo Hamburgo. A comunidade, formada basicamente por religiosos de confissão luterana e católica, fora protagonista em ações mobilizadoras no processo de escolarização. O presente artigo resgata essa trajetória, dando evidência à educação comunitária no território da cidade, demonstrando o resultado que se obteve após pesquisa histórica. O leitor será apresentado a contextos históricos que o Brasil viveu, fazendo paralelo com a área da educação, e conhecendo as decisões políticas educacionais que a comunidade de Novo Hamburgo tomava a partir de preâmbulos nacionais. A pesquisa demonstra que a organização dos espaços, tempos e recursos (inclusive humanos) necessários para a abertura das “aulas” foi fruto do empenho de toda a comunidade, mediada pelas lideranças religiosas. 107 anos antes do Poder Público contratar seus primeiros professores, os primeiros moradores da região se prontificaram em fazer da educação um dos alicerces do desenvolvimento local.

Palavras-chave: Educação Comunitária. História da Educação. Novo Hamburgo.

 

ABSTRACT

Germanic immigrants who landed in the Vale do Rio dos Sinos during the first half of the 19th century advocated the development of education in Novo Hamburgo. The community, basically made up of Lutheran and Catholic religious, was a protagonist in mobilizing actions in the schooling process. This article retrieves this trajectory, giving evidence to community education in the territory of the city, demonstrating the result obtained after historical research. The reader will be introduced to historical contexts that Brazil lived, paralleling the area of education, and knowing  the educational political decisions that the community of Novo Hamburgo was taking from national preambles. The research demonstrates that the organization of spaces, times and resources (including human) necessary for the opening of the "classes" was the result of the commitment of the entire community, mediated by religious leaders. 107 years before the Public Power hired its first teachers, the first residents of the region volunteered to make education one of the foundations of local development.

Keywords: Community Education. History of Education. Novo Hamburgo.

Biografia do Autor

Dionísio Felipe Hatzenberger, UERGS

Resumo da biografia: Mestre em Educação pela UERGS (Universidade Estadual do Rio Grande do Sul), graduado em História (Universidade Feevale) e pós-graduado em Filosofia (FIJ). Além de possuir formação de extensão em Metodologia do Ensino Religioso (EST) e Capacitação para Coordenação de Laboratório de Informática Educativa (CEPIC-NTE), entre outras. Atualmente é Assessor técnico-pedagógico da SMED - Secretaria Municipal de Educação da cidade de Novo Hamburgo/RS - onde coordena vários grupos de formação e projetos, com especial evidência ao #PartiuNovoHamburgo. Participa da diretoria da APER/RS - Associação de Professores de Ensino Religioso do Rio Grande do Sul. É coordenador Adjunto da Especialização em Ensino Religioso da UERGS, no polo Novo Hamburgo. Possui experiência também na educação profissionalizante (IFRS) e na orientação de trabalhos de pesquisa em ciência e tecnologia. Já atuou na educação básica, ensino fundamental e Educação de Jovens de Adultos, bem como na formação continuada de professores de Ensino Religioso. Atuou também, em 2018, como redator do Referencial Curricular Gaúcho da BNCC no componente Ensino Religioso e como colaborador nos componentes História e Geografia. Atualmente é Formador do RCG/BNCC. Atua como Redator do Referencial Curricular Gaúcho de Ensino Médio. Componente História.

Helena Venites Sardagna, UERGS

Possui graduação em Pedagogia pela Universidade Feevale (2000), mestrado em Educação pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (2004), doutorado em Educação pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (2008) e pós-doutorado em educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2014). É professora Programa de Pós-Graduação em Educação da Uergs, Mestrado profissional em Educação, vinculada à linha de pesquisa Inovação, diversidade e memória em educação. É docente do Curso de Pedagogia da Universidade Estadual do Rio Grande do Sul e coordenadora da Especialização em Atendimento Educacional Especializado e a Especialização em Docência no Ensino Religioso. Atualmente é coordenadora institucional do Parfor/Capes na Uergs. É assessora pedagógica na Secretaria Municipal de Educação de Novo Hamburgo (SMED) e Editora da Revista Saberes em Foco. Tem experiência na área de Educação, principalmente nos seguintes temas: educação especial/inclusiva, práticas pedagógicas, Educação Profissional, formação pedagógica de docentes. Coordena o Grupo de Pesquisa Educação e Processos Inclusivos (GPEPI) na Universidade Estadual do Rio Grande do Sul.

Pedro Vinícius Francisco Reisdorfer, UNINTER

Estudante de Licenciatura em História pelo Centro Universitário Internacional UNINTER; Professor de teatro pela ParaNóia Produções Artísticas de Novo Hamburgo; Dramaturgo teatral; Atualmente atuando como estagiário no Núcleo de Formação e Avaliação da DIRED Prefeitura de Novo Hamburgo.

Downloads

Publicado

2021-01-11

Edição

Seção

Artigos Livres